Teomar Soledade negocia colégio Helyos com grupos da área da educação

13/09/2019

 

O colégio Helyos, melhor instituição privada de ensino da Bahia de acordo com o Exame Nacional do Ensino Médio, está sendo negociado pelos proprietários.

 

 

 

 

Um dos prédios da escola, no bairro Santa Mônica

 

 

"Conversamos com oito grupos nacionais e internacionais que nos procuram há quase um ano. Alguns já foram descartados, outros continuam , alguns em conversações mais avançadas", declarou o diretor e proprietário da escola, Teomar Soledade, ao Sala de Notícia. 

 

Se a negociação prosperar, a ideia é que a metodologia da escola feirense seja aplicada a outras integrantes de uma rede a ser formada pelo comprador. Seria a Rede Helyos.

 

O Helyos há alguns anos investe em ensino bilíngue e em tempo integral. Desde que o Ministério da Educação começou a divulgar o Enem os alunos da escola ficaram em primeiro lugar na Bahia em todas as edições. Nacionalmente também já esteve entre as 10 primeiras.

 

"Todos os possíveis parceiros estão interessados na marca Helyos e em replicar Projeto Pedagógico, orientações educacionais etc", afirma Teomar.

 

Ele assume que juntamente com a esposa Maria Luiza Soledade deixará a direção em 2025. "É o prazo que nos demos para promover a sucessão. Dolorosa, saudosa, porém inevitável por limitações físicas", declara a instituição de ensino em nota de esclarecimento distribuída aos pais de alunos (veja abaixo).

 

A permanência na direção até 2025 também é uma condição em caso de venda. Se não ocorrer o negócio, a alternativa será, nos próximos cinco anos, preparar pessoas para assumir o comando. "Com ou sem Rede, o Helyos continuará seu trabalho que enobrece a cidade", afirma Teomar.

 

Os valores envolvidos não serão divulgados, porque a confidencialidade será incluída no contrato. O diretor também não confirma nomes dos interessados. Citou apenas que houve contato com o Somos Educação, que já não existe de forma autônoma, uma vez que ano passado foi adquirido pelo grupo Kroton, o maior do Brasil no ramo, dono das marcas Anhanguera, Unopar e Pitágoras. Com Kroton, Teomar disse que não tem contato*.

 

Segundo Teomar a negociação é consequência do processo de internacionalização da economia. "Capitais migram, atravessam fronteiras e oceanos buscando crescer, ampliar-se, realizar-se. Vivemos, hoje, o mundo das redes.  O ensino superior particular já opera com redes. Os grandes grupos preparam-se para operar no ensino básico", explica.

 

LEIA A SEGUIR A NOTA OFICIAL DISTRIBUÍDA PELA ESCOLA

 


 

NOTA DE ESCLARECIMENTO

 

Em razão das notícias divulgadas sobre uma eventual alienação do Colégio Helyos, temos a esclarecer e comunicar aos alunos, ex-alunos, familiares, professores, funcionários e amigos da nossa instituição de ensino o que segue: 

 

SOBRE O HISTÓRICO DO COLÉGIO

 

Em 1991, o Colégio Helyos sucedeu a Escolinha do Sol fundada pela Profa. Maria Luiza Santana Soledade dez anos antes na Av. Sampaio, no centro da cidade. Ainda naquele ano, Prof. Teomar Soledade Jr. incorporou-se ao projeto educacional que, até então, voltava-se à Educação Infantil. O Colégio instalou-se em prédio próprio em 1992, na Av. Eduardo Fróes da Mota, financiado pelo BNDES/Desenbanco, expandindo-se com contratos sucessivos, tendo presentemente o apoio do Banco do Nordeste do Brasil S. A. Atualmente ocupa vários imóveis no bairro Santa Mônica e, de alguma forma, contribuiu significativamente para transformação e valorização desse bairro.

 

SOBRE O DESENVOLVIMENTO DO COLÉGIO

 

Nós que fazemos o Colégio Helyos entendemos a Educação como fator mais importante para o desenvolvimento social e individual. Educar é processo dinâmico no qual são necessárias atualizações permanentes de metodologias e metas. Mais ainda, o estabelecimento de um sistema de mérito que privilegie e premie o trabalho consistente de todos os envolvidos: educandos, educadores, apoiadores.

 

Esses princípios nortearam as trajetórias vitoriosas do Colégio e de seus alunos. Para as primeiras turmas traçamos a meta de levá-las a qualquer boa universidade ou faculdade do país. Esses primeiros alunos foram aprovados na UNICAMP, USP, Fundação Getúlio Vargas e em
universidades federais reconhecidas. Posteriormente também o foram, nas suas atividades profissionais, em concursos públicos, grandes empresas, cursos de especialização etc. Muitos abraçaram com êxito a atividade empresarial.


A divulgação e organização por posição (rankeamento) dos resultados obtidos por alunos no ENEM - Exame Nacional do Ensino Médio - colocou o Colégio entre os melhores do Brasil. Motivo de júbilo para nosso estado, cidade e comunidade Helyos. O posterior desvirtuamento dessas listas por meios notadamente fraudulentos fez com que nos afastássemos dessas comemorações.

 

De outra parte, percebemos também que deveríamos nos impor desafios maiores em razão do mundo globalizado que nossos alunos, por certo, iriam protagonizar. Desenvolvemos um projeto de Educação Bilíngue que começa com os pequeninos na Educação Infantil e encerra-se no último ano do Ensino Médio, quando os alunos submetem-se a testes internacionais de proficiência na Língua Inglesa. Eles têm sido aprovados com louvor. Adicionalmente foi criado o Project U (originalmente SAT) para dar suporte pedagógico aos alunos que pretendem cursar a graduação em Universidades dos EUA, Canadá, Europa. Estamos aprovando alunos em universidades internacionais de renome com direito a bolsas de estudo. Um feito da maior importância. O reconhecimento cabal do regime de mérito que praticamos.

 

SOBRE A POSSIBILIDADE DE ALIENAÇÃO DO COLÉGIO

 

Todos sabemos que a internacionalização da Economia é fato consumado, sem retorno. Capitais migram, atravessam fronteiras e oceanos buscando crescer, ampliar-se, realizar-se. Vivemos, hoje, o mundo das redes. Redes industriais, comerciais e de serviços.


Montadoras de veículos, hotéis, supermercados, farmácias, clínicas, hospitais, academias de ginástica, praticamente todos os setores operarão no futuro com Redes. Na área educacional não é e nem será diferente. O ensino superior particular já opera com Redes. Os grandes grupos preparam-se para operar no ensino básico que tem características diferentes. Assim, muitos grupos de educação, nacionais e internacionais, fazem pesquisas nos maiores mercados brasileiros para conhecer as escolas mais consideradas e, a partir daí, montar as Redes regionais. Pesquisas em Salvador apontaram o Colégio Helyos na liderança - apesar de não operarmos na capital. Por isso, recebemos visitas de vários grupos interessados em conhecer nosso trabalho, instalações e disposição para eventuais parcerias. Nenhum deles se interessa exclusivamente pela praça de Feira, mas acredita que a marca e o projeto pedagógico Helyos serão condicionantes muito positivos para as novas unidades que serão criadas em várias cidades da Bahia, começando por Salvador. A Rede Helyos ainda é, e acreditamos será por algum tempo, objeto de análise, discussão e proposições com vários grupos.

 

Temos consciência de que não podemos nos isolar aqui na cidade. A economia de escala favorece o aperfeiçoamento de professores, funcionários, além de abrir novas possibilidades para os alunos. Tudo tem sido realizado sem pressa, sem precipitação. Por consenso geral, todos os pretendentes concordam e apoiam nossa premissa básica de que os diretores do Colégio Helyos, Profa. Maria Luiza Soledade e Prof. Teomar Soledade Jr continuarão dirigindo-o até dezembro de 2025, salvo fato inesperado. Até lá estaremos formando profissionais que darão sequência ao projeto educacional.

 

Reafirmamos, então:

 

a) Não há nada além de tratativas normais, esclarecedoras, ricas em aprendizagens com grupos que se interessam pelo Colégio das quais não devemos e nem podemos nos furtar.


b) Com a Rede Helyos ou sem ela, a Direção do Colégio Helyos em Feira de Santana continuará a mesma até dezembro de 2025.

 

Esse é o prazo que nos demos para promover a sucessão. Dolorosa, saudosa, porém inevitável por limitações físicas.

 

Feira de Santana, setembro de 2019

 

Professora Maria Luiza Soledade
Professor Teomar Soledade Junior

 

Diretores

 

O texto foi corrigido, pois dizia que a escola confirmou contato com a Kroton, quando o correto era Somos

Compartilhar
Tuitar
Please reload

NOTÍCIAS RECENTES
Please reload

Sala de Notícia - Todos os Direitos Reservados