728x90_mot2.gif

Ibope desta vez não colaborou com o DEM

23/08/2018

 

 

A derrota de Paulo Souto em 2006 é um clássico dos erros de pesquisa. O Ibope previa vitória de Paulo Souto (DEM) no primeiro turno. De fato, não houve segundo turno, mas o resultado foi o inverso do previsto. Ganhou Jaques Wagner (PT).

 

Desde então o caso virou referência de pesquisa errada ou para os mais céticos, pesquisa comprada. Desacreditado, o Ibope não falhou em 2010, quando Jaques Wagner tentou a reeleição e novamente levou no primeiro turno.

 

Mas voltou a errar feio em 2014, apostando novamente na vitória de Paulo Souto, desta vez contra Rui Costa, aposta arriscada de Wagner por ser até então desconhecido da maior parte do eleitorado.

 

Há quatro anos o Ibope fez 6 pesquisas e só na penúltima começou a mostrar queda na preferência por Paulo Souto, embora admitisse a ascensão de Rui Costa.

 

Este por sua vez contava com outro instituto amigo, o Babesp, que contrariando o Ibope mostrava uma acentuada diminuição da diferença entre os dois principais concorrentes. O Babesp era de Marcelo Nilo, aliado do governo e presidente da Assembleia Legislativa. Por isso mesmo era ironicamente apelidado de DataNilo.


Erraram os dois institutos ao final, prevendo empate, quando na verdade Rui ganhou com folga e o PT levou a terceira eleição estadual em primeiro turno.

 

REAL TIME BIG DATA


Apareceu agora este instituto do subtítulo acima. Li em algum lugar que foi fundado em março. Não sei. O que dá para ver de imediato é que possui um website muito precário de informação sobre si.

 

Por ser tão novo ou por ser desconhecido, carece de credibilidade. Esta só pode vir com acertos ao longo do tempo ou com um currículo de respeito dos profissionais que o criaram e/ou dirigem. Se o tivessem, estariam exibindo no dito site, que não conta sequer com um portfólio.

 

O certo é que o Real Time (ou Big Data?) trouxe à tona ontem (22) uma pesquisa de certa forma animadora para José Ronaldo. 51 a 18 são 33 pontos de diferença mas dar o pontapé inicial com quase 20% é um excelente começo para um candidato também pouco conhecido do eleitor baiano. Divulgou-se a pesquisa não na TV do DEM, digo, de sócios filiados ao DEM, a família ACM. Saiu na Record/Itapoan.

 

Mas na TV Bahia, a dos ACM, foi ao ar no mesmo dia um desfavorável Ibope no qual Ronaldo não alcança dois dígitos e na margem de erro ainda se encontra empatado com o desacreditado ex-prefeito João Henrique, do PRTB.

 

Decididamente o Ibope desta vez não colaborou com a campanha do DEM.
 

Compartilhar
Tuitar
Please reload

NOTÍCIAS RECENTES
Please reload

Sala de Notícia - Todos os Direitos Reservados