728x90_mot2.gif

O discurso de Ronaldo para tentar desbancar Rui

18/04/2018

 Lançamento da candidatura na CDL

 

 

Atuação mais efetiva do governo no interior, ficha limpa e segurança pública. Em poucos dias de candidatura já é possível identificar três pilares do discurso que José Ronaldo levará às urnas para enfrentar o favoritismo de Rui Costa na eleição de outubro.


Ainda nas pesquisas em que aparecia o nome de ACM Neto, o que dizem os oposicionistas é que o prefeito de Salvador aparecia na frente; e no interior com uma margem um pouco maior.


Ronaldo já declarou que as 400 viagens de Rui Costa ao interior envolveram pouco mais de 200 cidades e que nas demais o governador não foi por não ter atuação. Faz pouco caso também do que se anuncia em algumas das cidades em que Rui tem estado.


A segurança pública é discurso utilizado eleição após eleição. Já era assim quando o PT estava na oposição. Sem dúvida não foi por isso que Paulo Souto perdeu o poder para Jaques Wagner em 2006. E nem o crescimento ininterrupto dos crimes foi motivo até hoje para o PT ser apeado do poder. Como agora a Bahia é campeão nacional de homicídios, pode ser que o discurso cole, mas até aqui a crise da segurança nunca foi fator decisivo nas eleições.


O ex-prefeito de Feira se orgulha de não ser alvo de denúncias de corrupção após uma vida inteira exercendo atividade política, sendo por quatro vezes chefe do Executivo de um município com orçamento que hoje supera a casa do bilhão de reais.


Enfatiza isso também mirando o fato da campanha de Rui Costa já ter sido mencionada em delação da Odebrecht. Sobretudo, José Ronaldo acredita que o desgaste do PT ainda vai afetar Rui Costa. Até aqui, o governador parece imune ao ódio que parte da população dedica ao PT. 


Nas eleições municipais de 2016 o PT caiu de mais de 600 para cerca de 250 prefeituras no país. Perdeu outro tanto na Bahia. Foi um baque sério, que apontava para uma inevitável decadência do partido. Desde então, porém, a impopularidade de Temer e de sua política de reformas (e talvez também a impunidade de muitos que a população vê como tão ou mais corruptos do que os petistas, como o novo réu Aécio Neves) estão fazendo ressurgir o PT e a esquerda. 


Lula lidera as pesquisas eleitorais com folga. Rui se beneficia deste movimento. Há muito tempo a oposição espera que venha da Lava Jato uma bala de prata contra o governador. Veio uma busca e apreensão na casa de Jaques Wagner. Foi um constrangimento, mas parece que não fez nem cócegas na pretensão do ex-governador de ocupar uma das duas cadeiras que estarão em disputa pelo Senado. 


Na campanha o marketing ronaldista poderá bater diariamente nestas teclas. Resta saber se o eleitor quer ouvir.
 

Compartilhar
Tuitar
Please reload

NOTÍCIAS RECENTES
Please reload

Sala de Notícia - Todos os Direitos Reservados