Apoiadores de Lula em Feira fazem protesto contra a prisão

07/04/2018

 

Vários manifestantes, militantes políticos e comunidade se reuniram na tarde desta sexta-feira (6), em frente a Praça de Alimentação, no Centro de Feira de Santana para protestar contra o decreto da prisão do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva.

 

O decreto foi assinado pelo juiz federal Sérgio Moro e a prisão de Lula foi decidida com base no entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), fixado em 2016, que autorizou a execução provisória da pena de condenados pela segunda instância da Justiça. Na quarta-feira (4), a defesa do ex-presidente tentou reverter o entendimento, mas, por 6 votos a 5, a Corte negou um habeas corpus preventivo para evitar a prisão.

 

O prazo para Lula se apresentar à polícia expirou às 17h de hoje e ele está na sede do Sindicato do Metalúrgicos, em São Bernardo em São Paulo, onde está ocorrendo várias manifestações a seu favor.

 

O militante político e professor da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), João Rocha disse que considera absurdo o que ocorreu no TRF4 e STF e que levou a decidir pela prisão de Lula. Segundo ele, a decisão do juiz foi fascista .

 

"Houve manipulação da ministra Carmem Lúcia, do exército e da mídia. O que nós estamos discutindo hoje é que se nós aceitarmos esse absurdo da prisão de Lula, amanhã qualquer um poderá ser preso. Como não tem nenhuma prova contra ele, basta que o juiz tenha convicção de que estamos errados e mande nos prender", afirmou.

 

João Rocha acrescentou também que certamente, independente do fato de Lula não disputar as eleições de 2018, irá apoiar o candidato que for definido em comissão nacional do partido.

 

Com informações do repórter Paulo José do Acorda Cidade.
 

Compartilhar
Tuitar
Please reload

NOTÍCIAS RECENTES
Please reload

Sala de Notícia - Todos os Direitos Reservados