HOSPITAIS.png

Colégio cria Núcleo de Pesquisa Científica em Alagoinhas

11/12/2017

 

O destaque alcançado em nível nacional por alguns estudantes do Colégio Estadual Deputado Luís Eduardo Magalhães, localizado no município de Alagoinhas, por projeto de iniciação científica, motivou a criação do Núcleo de Estudos, Pesquisa e Iniciação Científica (Nepic) na unidade escolar. O funcionamento do núcleo no ano letivo de 2018 foi discutido, nesta segunda-feira (11), durante uma roda de conversa sobre o que é ciências e o que é pesquisa científica.

 

O Nepic, explica a professora de História Maria de Lourdes Ramos, está sendo criado com um dos objetivos de disseminar ideias para o estudo das ciências e a realização de pesquisas científicas no colégio. “Outra finalidade é que os estudantes tragam novas ideias, através de pesquisas, com as quais eles se identificam, incluindo a música e outras formas de expressão artística, e que possam atrair a comunidade do entorno". 

 

A estudante Tailane Menezes, 18 anos, 4º ano do curso técnico de Recursos Humanos, está empolgada para lançar a ideia de um projeto dentro do núcleo que desperte o interesse dos colegas pela leitura. “Vejo a pesquisa como forma de olhar o mundo de uma forma mais profunda, de enxerga-lo além do conhecimento básico que temos em sala de aula. Então, com o núcleo, pretendo estimular a pesquisa sobre a importância da leitura”.

 

Também empolgado em poder contribuir com a pesquisa científica na escola, Romiel Santos, 16, 8ª série, conta que tem a ideia de desenvolver no núcleo oficinas de pesquisas musicais. “Já que toco vários instrumentos, como violão, guitarra, bateria, baixo e percussão, acredito que posso estimular os colegas a estudarem sobre a música e a importância dela no ambiente escolar”.

 

Estudantes premiados 

 

No último dia 5, no Rio de Janeiro, estudantes do curso técnico de Recursos Humanos do colégio receberam o prêmio 'Desafio Criativos da Escola', iniciativa do Instituto Alana, com o projeto 'Da Escola Para o Mundo', no âmbito do Programa Ciência na Escola, da Secretaria da Educação do Estado. 

 

O projeto, orientado pela professora Maria de Lourdes, é voltado para jovens em situação de vulnerabilidade social. Pelo alcance e relevância social, ele já foi selecionado, premiado e exposto em feiras e mostras nacionais de Ciência e Tecnologia, em Recife, em Salvador e no Pará. Como uma das premiações, os estudantes já asseguraram participação, em 2018, na Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), em São Paulo (Poli-USP).

 

Compartilhar
Tuitar
Please reload

NOTÍCIAS RECENTES
Please reload

Sala de Notícia - Todos os Direitos Reservados