banner 3.jpeg

Prefeitura apoia protesto para evitar perda de R$ 4 milhões em assistência social

05/10/2017


O município de Feira de Santana corre o risco de perder R$ 4 milhões em verbas federais e a perda vai afetar os programas de assistência social. O cálculo foi apresentado pelo secretário de Desenvolvimento Social, Ildes Ferreira, durante pronunciamento na Câmara de Vereadores.

 

 

 

O corte foi anunciado pelo governo federal para o próximo ano e por isso o governo municipal apoiou um protesto nesta quarta-feira, com a participação de funcionários dos setores que serão afetados e com pessoas que se beneficiam dos programas sociais. O grupo se concentrou no estacionamento da prefeitura e saiu em passeata pelo centro. Participaram integrantes do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS), Centro de Referência Especializada em Assistência Social (CREAS), conselheiros, organizações, associações, beneficiários do programa Bolsa Família, movimento POP Rua e idosos.


A presidente do Conselho de Assistência Social, Ângela Pérsico, afirmou que o corte será de 89%. Ela também se pronunciou na tribuna da Câmara, ressaltando que a redução, a nível nacional, vai destruir a política de assistência social que vem sendo construída desde a Constituição de 1988.

 

Já a prefeitura divulgou que os cortes previstos são de 40% no orçamento total, embora em alguns programas cheguem até a 98%.

 

 

 Carlos Lacerda, diretor da secretaria de Desenvolvimento Social, participou do protesto

 

Compartilhar
Tuitar
Please reload

NOTÍCIAS RECENTES
Please reload

Sala de Notícia - Todos os Direitos Reservados