Buscar

Gêmeas siamesas nascem interligadas pelo fígado em Salvador

Uma mulher de 18 anos, residente em Salvador, deu à luz gêmeas siamesas nesta quinta-feira (29), na Maternidade José Maria de Magalhães Netto, unidade da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), que acompanhou todo o pré-natal da paciente.


“A mãe e os bebês estão clinicamente bem, respirando sem a necessidade de aparelhos. Na avaliação preliminar, as gêmeas siamesas estão interligadas apenas pelo fígado, mas exames complementares serão realizados e a cirurgia de separação deve ocorrer dentro de um mês, assim que ganharem um pouco mais de peso, evoluírem na maturidade pulmonar e os exames forem concluídos”, avalia a subsecretária da Saúde do Estado, Tereza Paim, que também é neonatologista.


O procedimento cirúrgico será realizado na própria maternidade por um especialista de Goiás que é referência em casos de separação de gêmeos siameses. Este tipo de nascimento é considerado raro. Estatísticas apontam que a cada 100 mil nascimentos, um é de gêmeos siameses.



Sala de Notícia - Todos os Direitos Reservados