Buscar

Documentário vai mostrar vida, obra e composições do poeta Roberval Pereyr

Nome conhecido no meio literário pela importância da sua obra, que já foi inclusive estudada em teses de mestrado e doutorado, o poeta Roberval Pereyr é tema de documentário sobre sua vida e obra.



Com roteiro de Jaqueline Sangalo, que também assina a direção geral juntamente com Andrea Dorea, o documentário “Criação – o processo criativo em Roberval Pereyr” é dividido em 5 episódios: A Biblioteca; A Academia; Hera – a revista fantástica; A Família e O Início. O lançamento do documentário está previsto para o início de abril de 2021 e será disponibilizado gratuitamente no canal Roberval Pereyr no Youtube.


Cada episódio do documentário aborda um ponto importante na formação e no desenvolvimento criativo do escritor. O objetivo é apresentar ao público a obra e o processo criativo de Roberval Pereyr, assim como incentivar o desenvolvimento de novos talentos e levar o nome do escritor e da cidade de Feira de Santana para o rol da literatura nacional.


“O primeiro livro de Pereyr que li foi “A Cacofonia sem Dó”, que trata da obra de Campos de Carvalho, autor que eu não conhecia. Ali eu entendi que Pereyr é um daqueles escritores especiais, que desperta o interesse sobre tudo o que escreve”, declara Jaqueline Sangalo.


“Dois dos nossos principais objetivos com esse documentário são contribuir com a formação de novos talentos e valorizar a arte e literatura de Feira de Santana, apresentando-a para o resto do país”, completa Sangalo.


Gravado no Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca), local que faz parte da história de Pereyr, o documentário teve a participação de três filhos de Roberval, as cantoras Carol Pereyr e Camila Pereira e o músico Tito Pereira, que assina a direção musical.


“Roberval Pereyr é um dos mais importantes poetas brasileiros de sua geração. Agora o que muitos admiradores e fãs do poeta não sabem é dessa importante faceta de Pereyr; a de compositor”, revela Tito.


“Esse documentário põe em relevo novamente uma amostra consistente de suas composições, evidenciando o labor e a depuração artística presente em toda sua obra”, ressalta Tito.


Tanto Carol quanto Tito têm músicas compostas em parceria com o pai, que também tem o músico Márcio Pazin como parceiro constante.


Carol Pereyr, filha do escritor e a proponente do projeto, fala sobre a proposta do documentário: “a importância de um documentário como este, não só para Feira de Santana, mas também para o mundo, é permitir a continuidade da mais apurada expressão da literatura contemporânea. E ter meu pai, Roberval Pereyr, como protagonista neste contexto, trazendo genuinamente a riqueza da sua obra, suas palavras preciosas e menções de um enorme peculiar conhecimento, me faz sentir uma pessoa privilegiada e muito grata por poder vivenciar toda a construção de algo extraordinário, que em breve estará ao alcance de todos”.


Para Roberval Pereyr, a participação dos filhos neste documentário foi uma realização. “Este documentário assume caráter ainda mais especial porque nele contamos com a participação das filhas (Carol Pereyr e Camila Pereira) e do filho (Tito Pereira)”, declara Roberval Pereyr.


“A participação deles é um exemplo concreto da importância da criação artística em minha vida e na vida de toda a família”, conclui Pereyr.


YOU TUBE


A diretora geral do projeto Andrea Dorea, Dorea ressalta também que o conteúdo do Youtube corresponde a 70% das indicações do Google, sendo que 29,8% busca conhecimento e 38,7% entretenimento nessa plataforma.


“Por mês, 40 milhões de brasileiros assistem a pelo menos um vídeo do Youtube e o fato de ser um conteúdo gratuito contribui ainda mais para a democratização do acesso à informação”, ressalta a diretora geral do projeto, Andrea Dorea.


O projeto foi contemplado pela lei Aldir Blanc, através da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer da Prefeitura de Feira de Santana. Para a gravação do documentário recebeu o apoio de entidades e empresários locais como Centro Universitário de Cultura e Arte – Cuca, Hotel Acalanto, Claudia Almeida, Ortopedia Central, Rei da Esfirra, Tonha dos Salgados e Rancho Catarinense.


“Assim como as políticas públicas de incentivo à cultura, o apoio do empresariado e das instituições locais são importantes para que esse setor que também movimenta a economia do município”, reconhece Jaqueline Sangalo.

0 comentário
BNR-728X90px-OBRAS-DE-INFRAESTRUTURA-EMB

Sala de Notícia - Todos os Direitos Reservados