Buscar

Bahia completa dois meses com mais de 50 mortes diárias por covid-19

Em 22 de junho a Bahia atingiu pela primeira vez a marca de 50 mortes por coronavírus no boletim divulgado diariamente pela Secretaria de Saúde do estado.


Desde então passaram-se 60 dias e a média nunca mais ficou abaixo de meia centena. Em 20 de agosto alcançou 54,9.


O dia de ontem, além de marcar os dois meses com média diária de mortes acima de 50, foi também o pior desde o início da pandemia, com o registro de 74 falecimentos.


Desde que os números começaram a ficar mais assustadores a Sesab passou a ressaltar nos boletins diários que as mortes não ocorriam no mesmo dia, mas eram lançadas com atraso no sistema.


Na prática não faz diferença, diante do fato de que a média não cai e até registra uma piora nas últimas semanas. Por exemplo, desde o dia 12 de agosto, o menor número diário foi de 67 óbitos. No boletim desta sexta (21) são mais 72 vidas perdidas.


Outra mudança nos boletins da Sesab foi que o número de óbitos deixou o primeiro parágrafo do relatório, onde permaneceram apenas os novos casos, os curados e os ativos. A informação mais trágica migrou para o penúltimo parágrafo.


No noticiário nacional a Bahia vem aparecendo ultimamente entre os poucos onde a média móvel de casos fatais está em crescimento.



Sala de Notícia - Todos os Direitos Reservados