Buscar
  • Glauco Wanderley

Maio teve 561 mortes por covid na Bahia. Em abril foram 104


O número de mortes por covid-19 na Bahia multiplicou-se por cinco, entre abril e maio. De 104 no período de 1 a 30 de abril para 561 entre 1 e 31 de maio. A primeira morte na Bahia ocorreu em 29 de março e houve ainda uma segunda no dia 31 (veja abaixo o gráfico com o registro diário de óbitos divulgados pela Secretaria de Saúde - Sesab).

Apesar da escalada do contágio e das mortes no mês encerrado neste domingo, o discurso do governador Rui Costa e do secretário de Saúde, Fábio Vilas-Boas, é otimista.

Segundo o secretário, os dados mais recentes mostram queda na "taxa média de crescimento do contágio" durante a semana que passou. Ela está em 5% no estado, embora haja cidades onde chega a 8%, de acordo com Fábio.

Em postagem no Twitter, ele listou Jequié, Eunápolis, Porto Seguro e Itamaraju como cidades que preocupam, por estarem em ritmo mais acelerado de contágio.

O governador, em entrevista sábado à tv CNN Brasil, incluiu nesta lista Feira de Santana, onde o número de pessoas contaminadas também cresce acima da média.

No boletim desta segunda-feira (01), os casos em todo o estado subiram para 18.898. São 506 a mais. Na véspera estavam em 18.392.

O número de mortos subiu para 701. São 32 novos registros, porém distribuídos ao longo dos últimos 28 dias.


728×90_MAIS_SAÚDE_BAHIA_0520_ACOES_FEI

Sala de Notícia - Todos os Direitos Reservados