Buscar
  • Glauco Wanderley

Na reunião ministerial, presidente do BB disse: "Pico de mortes passou". Não havia ainda 3


"Minha sensação é que esse pico já passou". A opinião sobre as mortes por coronavírus encerraram a vergonhosa reunião do presidente Jair Bolsonaro com seus ministros no dia 22 de abril. A avaliação foi do presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes. Ele achou que podia opinar "sobre a área de medicina", pelo fato de acompanhar diariamente como curioso os números e ter assim observado uma redução.

"A minha sensação, de quem não é especialista no negócio, mas que observa os números, é que o tal do pico, o tão famoso pico, que gerava tantas preocupações, a minha sensação é que esse pico já passou."

No dia 22 de abril, dia da reunião, o Brasil tinha oficialmente 2.934 mortes por covid-19.

No dia 22 de maio, quando a reunião foi revelada ao país pelo STF, eram 21.116.

VEJA O VÍDEO


728×90_MAIS_SAÚDE_BAHIA_0520_ACOES_FEI

Sala de Notícia - Todos os Direitos Reservados