Buscar
  • Glauco Wanderley

Colbert admite cancelar Micareta, mas avalia que por enquanto não é necessário


É preciso aguardar, antes de se tomar uma decisão que impactaria fortemente na economia e nas expectativas de milhares de feirenses que esperam o ano inteiro pela Micareta. É o que pensa o prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins Filho, sobre eventual cancelamento da Micareta em função da facilidade para proliferação do coronavírus devido à grande aglomeração que se produz na festa.

“Saúde à frente de tudo, essa é a prioridade. As portas estarão sempre abertas para a análise de fazer ou não a festa, o que dependerá do andamento desse controle do vírus em nossa cidade. Devemos ter muita cautela para não haver precipitações”, indica o prefeito, que também é médico.

No entanto, Colbert avalia que até o momento não há razão para suspensão. A Micareta está marcada para o período de 23 a 26 de abril.

Feira de Santana registrou dois casos, os únicos até agora na Bahia. Exames de familiares com os quais as duas mulheres infectadas mantiveram contato deram negativo. Segundo o governo isto indica que o vírus não está em cadeia de transmissão no município e o quadro permanece sob controle. Semana passada foi criado o Comitê Municipal de Acompanhamento das Ações de Controle ao Coronavírus.

Um promotor do Ministério Público estadual solicitou das secretarias municipal e estadual de Saúde informações sobre o risco de transmissão do coronavírus durante a festa. A resposta ainda não foi dada e o assunto está em exame pelos técnicos, afirma o governo.

Multidões se aglomeram no Centro de Feira de Santana participando da festa


DISPLAY-ESTATICO_728x90px_01.png

Sala de Notícia - Todos os Direitos Reservados