Buscar

Suspeitos apontados por câmeras de segurança têm identidade checada pelo DPT

Um aplicativo ligado ao banco de dados do Instituto de Identificação Pedro Mello (IIPM) possibilita que em um minuto equipes do Departamento de Polícia Técnica (DPT) realizem a identificação de uma pessoa foragida da Justiça que tiver sido apontada pelo sistema de Reconhecimento Facial.

O perito faz a fotografia e o sistema apresenta o cadastro com os dados daquela pessoa. O aplicativo acessa cerca de 160 mil cadastros entre 9 milhões de registros informatizados do Pedro Mello.

“De modo geral, priorizamos inserir neste banco de dados indivíduos com mandados de prisão em aberto ou procurados pela polícia”, justificou Elson Jeffeson, diretor do DPT.

A tecnologia 'Face Check' é utilizada pela primeira vez no Carnaval de Salvador, em fase de teste. “O sistema é multibiométrico e pode identificar o indivíduo tanto pelas impressões digitais como pela fotografia da face”, explicou Socorro de Maria, diretora do IIPM.

Sala de Notícia - Todos os Direitos Reservados