Buscar

Se o PT tiver sorte, a candidatura de Lula será impugnada rápido

Para Lula não, mas para o PT a melhor coisa que poderia acontecer é sua candidatura ser impugnada rapidamente e o partido já começar o horário eleitoral, em 31 de agosto, com Fernando Haddad oficializado como candidato.

Ninguém duvida, nem a persistente cúpula do PT, de que Judiciário + MPF impedirão a candidatura do líder das pesquisas preso.

Quando insistiu em levar até o limite a pretensão de Lula disputar a eleição, o que o PT pretendia era colocar o rosto do ex-presidente na urna, ainda que no dia 7 de outubro o candidato não fosse mais ele. Só isso já garantiria uma transferência de votos significativa.

Faz todo sentido, mas já ficou claro que há uma determinação dos opositores de Lula de impedir que seu nome chegue à urna. Enquanto isso, o substituto de Lula está deixando de comparecer aos debates ou entrevistas como candidato do PT. Tornar-se conhecido em todo o país é uma necessidade óbvia para o ex-prefeito de São Paulo.

Ou seja, Haddad deixará de herdar os votos dados a Lula que viriam da foto na urna e terá muito menos oportunidade de "mostrar a cara", para que seja reconhecido pelo eleitor como o candidato do mesmo partido.

Entretanto, a cúpula do PT se mostra disposta a esticar a corda até o limite, recorrendo inclusive ao STF quando os prazos se esgotarem no TSE, ainda que haja o risco de ficar sem chapa para concorrer.

A estratégia de manter Lula como candidato, volto a dizer, fez todo o sentido. Mas é hora de saber a hora de abandoná-la e adotar outra.

O potencial de Haddad para pelo menos chegar ao segundo turno é enorme. Do jeito que vai, porém, acaba ficando de fora, graças à estratégia suicida do partido.

Lula nesta imagem é representado pelo papel na mão da presidente do PT. O candidato real está à direita

0 comentário
BNI-02-728x90px_BAHIA-MEU-ORGULHO (1).pn

Sala de Notícia - Todos os Direitos Reservados