Buscar

A campanha no rádio e TV é a única esperança para José Ronaldo


Com o ambiente hostil entre os companheiros de oposição, o ex-prefeito de Feira de Santana só pode depositar esperanças agora na propaganda eleitoral que começa no fim do mês.

A força das máquinas partidárias, ferramenta que nunca dispensou, não vai estar à sua disposição: perdeu-se o MDB, que inventou uma candidatura própria, diante da resistência de ACM Neto em se juntar aos Vieira Lima de novo, após o episódio das malas e caixas de dinheiro. PSC, PSDB e DEM ficaram conflagrados. Cada candidato a deputado vai levar sua bandeira, pouco se importando com o resto.

A aposta de Ronaldo na campanha parece que será bater na tecla da violência ou da insegurança pública. Até hoje esta bandeira nunca foi muito boa pra decidir eleição majoritária. Pode ser que as coisas tenham mudado, já que o número de homicídios nunca para de crescer e já que no plano nacional, Bolsonaro, um dos principais candidatos, vai enfocar o tema o tempo todo.

O outro argumento é a "corrupção do PT". Um argumento de eficácia duvidosa também, depois que o eleitor viu que a roubalheira é generalizada e a punição localizada.

0 comentário
BNI-02-728x90px_BAHIA-MEU-ORGULHO (1).pn

Sala de Notícia - Todos os Direitos Reservados