Buscar

Chantagem explícita: se não apoiar por amor, vai pela dor, diz caminhoneiro


Parte dos caminhoneiros adota uma postura de luz do mundo, nesta paralisação que abalou o governo e o país. Como o que ilustra este texto, que aparece em um vídeo pedindo apoio mas fazendo ameaças.

Após dizer que a luta não é só para baixar preço do combustível e sim por mudanças no país, ele afirma que o povo deveria se juntar ao protesto dos motoristas, porém está faltando coragem.

"Mas já que vocês não tão vindo pelo amor, vai vir pela dor. Porque vai faltar comida 'ni' sua mesa. Vai faltar tudo", assegura, listando alimentos essenciais. Ele fala o tempo todo apontando o dedo para o ouvinte e garantindo: "Nós não vamos desistir não".

É claro que se trata de um indivíduo, que não representa necessariamente o pensamento da maioria. Porém está longe de ser o único neste movimento que adota a postura de salvador do Brasil.

Como se esta pauta estendida dos caminhoneiros tivesse sido colocada desde o início e como se todos fossem obrigados a aderir, sob pena de passar fome.

Seguindo nesta linha, perdem o apoio que a população inegavelmente ofereceu desde o começo ao movimento.

0 comentário
BNR-728X90px-OBRAS-DE-INFRAESTRUTURA-EMB

Sala de Notícia - Todos os Direitos Reservados