Buscar

Atletas de Jaguarari vão participar de corridas em Feira de Santana

Um esporte que não requer muito material, estrutura física e alto investimento financeiro. Essas são as características do atletismo que levaram o professor Antônio Ferreira a inserir sua prática entre os alunos do pequeno vilarejo de Flamengo em Jaguarari, no interior da Bahia.

“Com o tempo os objetivos que traçamos em sala de aula foram sendo atingidos com a prática do atletismo. Os alunos foram ficando mais calmos, carinhosos e mudaram, inclusive, a relação de respeito com as pessoas e o patrimônio público”, contou o educador físico e professor de História.

Os resultados de iniciar a prática de um esporte pouco conhecido na sua comunidade foram além da sala de aula. As crianças do povoado se apaixonaram tanto pela corrida que foi criada a Escola de Atletismo Flamengo, que hoje funciona como Instituto Internacional e já foi destaque até no programa Caldeirão do Hulk, da Rede Globo.

“Nossos atletas estão protagonizando o cenário do atletismo. Só este ano, por exemplo, levamos a medalha de bronze no Campeonato Escolar Sul-americano que aconteceu no Chile e duas medalhas nos Jogos Escolares da Juventude, em Brasília. Nós temos atletas que fazem parte da seleção brasileira e as nossas crianças agora vivem viajando de avião representando o povoado por todo Brasil”, informou.

O professor Ferreirinha esteve nesta quinta-feira (14) em Feira de Santana para uma série de ações de divulgação do projeto, entre elas a concretização de uma parceria com a RG+, empresa feirense especializada na realização de eventos esportivos.

“Observada a necessidade dos atletas da Escolinha de Atletismo Flamengo em participarem de provas de rua, o que contribui para aumentar o desempenho da equipe, criamos uma espécie de bolsa onde eles foram convidados a participarem das nossas provas como a Corrida TPM, Corrida de Feira, Meia Maratona União Médica e Feira Night Run sem custos”, anunciou um dos diretores da RG+, Humberto Filho.

“Nós tínhamos muito interesse em trazer os meninos para Feira de Santana porque já havíamos percebido que aqui a corrida tem se desenvolvido muito, inclusive com a presença de atletas olímpicos. A parceria vai nos fortalecer e a gente só agradece”, disse o professor que aproveitou para fazer uma promessa: “Os meninos do povoado de Flamengo vão correr muito bem aqui. Aguardem que teremos boas histórias para contar”, prometeu.

0 comentário