Buscar

Após denúncia, Embasa desativa 'gato de água' em prédio no centro de Feira


A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) desativou na manhã desta quarta-feira (6) uma ligação clandestina de água, o famoso 'gato de água', em uma construção localizada na Rua Castro Alves, centro de Feira de Santana.

O imóvel, segundo a Embasa, era para estar com o serviço cortado. No entanto, foi descoberto um ramal para dentro do imóvel e uma torneira que abastecia a obra.

O gerente comercial da Embasa, Lucas Araújo, informou, em entrevista ao Acorda Cidade, que a empresa descobriu a fraude após uma denúncia anônima através do 0800 055 5195. De acordo com ele, foi feita uma calçada com pedra articulada, para dificultar o trabalho da Embasa no sentido de fiscalizar.

“Estamos agora retirando todo o pavimento para remover a fraude, caracterizar e multar. Havia um ponto no passeio e outras pessoas estavam utilizando essa água também. O posicionamento da Embasa agora é abrir uma queixa na polícia, para investigar, lembrando que o responsável pode ser preso de um a quatro anos, pois é crime furtar água. Além disso, a gente vai notificar esse cliente e aplicar uma multa que pode chegar a R$ 10 mil”, informou o gerente.

Ainda segundo ele, o proprietário foi notificado, tem um prazo de quinze dias para apresentar a defesa e a Embasa avaliar. “Ele não fez alegação nenhuma, apenas disse que vai apresentar a defesa dentro do prazo. É uma construção que já está praticamente pronta de um grande comércio e deve ter consumido muita água”, salientou Lucas Araújo.

Estatística

O gerente comercial da Embasa informou ainda que ao longo do ano de 2017, a empresa já identificou 1.030 ligações clandestinas em Feira de Santana, com 120 milhões de litros de água furtados, o que, segundo Lucas Araújo, daria para abastecer uma cidade como Santo Estevão, que tem 60 mil habitantes.

“O furto acontece bastante em Feira de Santana, principalmente nos bairros mais carentes. E a empresa estima que esse ano a Embasa já teve 586 mil reais em prejuízos de água furtada, que a Embasa não faturou”.

Ele destaca a importância de a população denunciar casos como este. “Sempre que o cliente tiver uma denúncia, ver um imóvel sem hidrômetro basicamente, pode ligar para o 0800 055 5195. A pessoa que faz uma fraude não tem técnica para mexer nas redes e pode contaminar a água. O vizinho pode ficar desabastecido, porque quem furta não se preocupa com o consumo. Então a população sofre bastante com isso e é injusto com quem paga a água.”

Fonte: Acorda Cidade

Foto: Ed Santos

Sala de Notícia - Todos os Direitos Reservados