Buscar

Sindicato denuncia demissões na Nestlé em Feira de Santana


Trabalhadores da multinacional Neslé e representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Alimentação (Sindalimentação), estiveram na Câmara Municipal na última segunda-feira (27), para denunciar demissões na empresa em Feira de Santana, e disseram estar sofrendo perseguição por parte da empresa.

O sindicalista Derlan Queiroz afirmou que a Nestlé vem ferindo as relações de trabalho e se incomodando com atuação firme e forte de dirigentes sindicais. Segundo ele, vários trabalhadores estão acometidos de doenças ocupacionais e a empresa está demitindo-os.

“Queremos utilizar a tribuna livre dentro da plenária para que os vereadores possam perceber a presença de trabalhadores lesionados que foram demitidos. Alguns do sindicato conseguiram na justiça a reintegração da demissão de trabalhadores lesionados, que tem estabilidade de um ano. Mesmo assim, a empresa desconsiderou isso. Por reconhecer que aqui é a casa da cidadania, a casa da democracia e que os vereadores de Feira de Santana tem o compromisso com a cidade e com a população, viemos pedir que os vereadores cobrem a contrapartida social da Nestlé. Não é que nós estamos colocando a nossa posição contrária a atividade econômica. Nós queremos que atividade econômica continue funcionando, queremos ampliação para que tenha mais emprego e renda para Feira de Santana, mas que continue funcionando com respeito”, afirmou.

Derlan Queiroz declarou que o sindicato não é subserviente e que as denúncias são para evitar que outros fatos venham acontecer. De acordo com ele, a empresa está com o diálogo fechado com os trabalhadores e todo o contato é feito através do jurídico.

“Estamos protestando e pedindo esse apoio para que a Câmara de Vereadores encaminhe um ofício ao Ministério Público do Trabalho para exigir a contrapartida da Nestlé. Que pare de atacar os trabalhadores e respeite-os. Principalmente os lesionados “, finalizou.

Resposta de Nestlé

Em nota enviada ao Acorda Cidade, a Nestlé declarou que segue rigorosamente a legislação trabalhista brasileira e em respeito aos colaboradores da unidade de Feira de Santana e para garantir a segurança das operações, dentro dos princípios já mencionado anteriormente, suspendeu o contrato de trabalho de um dos colaboradores envolvidos em ocorrências de desrespeito e violações às normas internas.

Leia a nota na íntegra

"A Nestlé informa que cumpre rigorosamente a legislação trabalhista brasileira, em todos os seus aspectos, respeita e apoia a liberdade de associação sindical e adota práticas mundialmente reconhecidas para assegurar total respeito aos seus colaboradores, por meio de seus princípios corporativos, com destaque ao documento Propósito & Valores Nestlé.

Em respeito aos colaboradores da unidade de Feira de Santana (BA) e para garantir a segurança das operações, dentro dos princípios já mencionado anteriormente, a empresa decidiu suspender o contrato de trabalho de um dos colaboradores envolvido em ocorrências de desrespeito e violações às normas internas. A empresa informa que, em virtude destas ocorrências, ingressará com um pedido de inquérito de apuração de falta grave na Justiça do Trabalho e caberá a esta a decisão sobre o caso.

Vale reiterar ainda que a Nestlé busca sempre o diálogo e entendimento mútuo com os colaboradores e as entidades que os representam em todos os níveis de suas operações. A empresa está totalmente aberta ao diálogo com seus colaboradores e também com o Sindicato que os representa de forma a tomar as providências necessárias para o esclarecimento de qualquer questão."

Fonte: Acorda Cidade

Sala de Notícia - Todos os Direitos Reservados