Buscar

Empresários evitam licitações da Câmara

A Câmara Municipal de Feira de Santana, promoveu licitação para compra de cartuchos e refil de tinta para impressoras. Apesar de ser um tipo de comércio comum na cidade, o Legislativo não conseguiu fazer a licitação, por falta de interessados.

A licitação foi declarada deserta, como mandam as normas do setor público e nova tentativa foi marcada para o dia 28.

O desinteresse dos empresários em vender para a Câmara já foi motivo de comentário do presidente da Casa, Zé Carneiro, eleito para suceder Ronny, que morreu em agosto. Falando na tribuna, o novo presidente disse não compreender, já que segundo ele os pagamentos são feitos rigorosamente em dia. Mas admitiu que pode ser um caso de falta de credibilidade.

Como diz o ditado, gato escaldado tem medo de água fria. Este estranho "medo de ganhar dinheiro" faz supor que ou os comerciantes desconfiam de vício na licitação ou então do processo de pagamento.

No setor público existem casos em que nada de ilícito ocorre na licitação, mas o pagamento só sai mediante propina. As pessoas já não parecem tão dispostas a lidar com este de "intermediário".

0 comentário