Buscar

"Não fomos eleitos para ser padres nem pastores", adverte Tourinho


Em discurso na tribuna da Câmara, o vereador Roberto Tourinho demonstrou preocupação e ao mesmo tempo disse não entender a postura de colegas que "confundem" o exercício da atividade parlamentar com religião.

No dia seguinte, foi rebatido pela vereadora Neinha, uma das mais aplicadas no discurso religioso em plenário e que chega a fazer pronunciamentos que são autênticas pregações, com direito a leitura bíblica, profecias e exortações.

"Eu, a vereadora Neinha, não posso governar sem a bênção de Deus. Não posso ser líder sem o comando de Deus", rebateu.

VEJA ABAIXO A FALA DOS DOIS:

Sala de Notícia - Todos os Direitos Reservados