Buscar

Novas regras eleitorais vão acabar com horário dos partidos ao longo do ano

Pelo menos uma coisa positiva para a população aconteceu em torno da reforma política que na prática não houve. Se prevalecer o que o Senado decidiu, deve ser extinto o ridículo horário reservado aos partidos políticos, que duas vezes por semana assombravam, sempre às 20:30 o desavisado telespectador.

As emissoras eram compensadas com isenção de impostos pela cessão do horário. Agora essa renúncia fiscal vira dinheiro para o fundo eleitoral. O resto virá de 30% das emendas impositivas que o Executivo era obrigado a pagar em projetos indicados por cada deputado e senador. Os defensores da medida argumentam que assim não se gasta dinheiro novo para bancar o fundo.

Havia proposta para extinguir até o horário eleitoral no período da campanha, mas não passou. Medida de valor duvidoso, porque afinal é o modo como o eleitor toma conhecimento das propostas e da pessoa dos candidatos. Duvido que acabar com esta fonte de informação fosse ajudar a melhorar a qualidade de nossa representação política.

Sala de Notícia - Todos os Direitos Reservados