Buscar

Prefeitura quer incluir mais 10 mil no Bolsa Família

Depois de perder mais da metade dos valores pagos pelo Bolsa Família ao longo dos últimos quatro anos em Feira de Santana, o governo municipal agora pretende correr atrás de novas famílias para incluir no benefício oferecido pelo governo federal.

O secretário de Desenvolvimento Social, Ildes Ferreira, reuniu-se com os coordenadores dos 15 Centros de Referência em Assistência Social (CRAS), orientando para que sejam incluídos 10 mil novos cadastros de pessoas que tenham perfil sócio-econômico para receber o Bolsa Família. A busca deve ser realizada em "estações de transbordo, feiras livres, igrejas e outros locais públicos", recomendou o secretário.

O governo municipal também vai adotar estratégias como panfletagem, carro de som, anúncios em veículos de comunicação de massa e até abordagem em vias públicas.

Ao longo dos últimos anos, o economista André Pomponet vem apontando sistematicamente a redução do número de famílias incluídas no benefício no município, com a consequente diminuição dos recursos enviados pelo governo federal. No início deste ano, ele demonstrou que o valor mensal caiu de mais de R$ 7 milhões em 2013 para R$ 4 milhões no final de 2016.

Na reunião com os coordenadores de CRAS, Ildes atribuiu a nova postura ativa a vagas surgidas em função de "varredura" no cadastro feita ao longo dos últimos anos, com a exclusão de quem não se enquadrava ou teve ascensão econômica.

0 comentário
BNR-728X90px-OBRAS-DE-INFRAESTRUTURA-EMB

Sala de Notícia - Todos os Direitos Reservados