Buscar

Só quatro deputados baianos se declaram a favor de Temer. Mais da metade não revela voto


deputados baianos no caso Temer

22 dos 39 deputados federais baianos (56% do total) não declararam como votarão no pedido de encaminhamento ao STF da denúncia contra o presidente Michel Temer, feita pelo procurador geral da República, Rodrigo Janot.

O levantamento nacional foi feito pelo jornal Folha de São Paulo ao longo de uma semana. O total de votos incertos corresponde a 56% do total dos deputados que representam a Bahia em Brasília. Os que se declaram contrários à denúncia (portanto, a favor de Temer) são apenas quatro. E 13 deles (33%) responderam que votarão pela aceitação da denúncia, que será encaminhada ao STF somente se tiver aprovação de dois terços dos deputados federais.

Caso Temer se torne réu no STF será afastado do mandato por até seis meses, assumindo em seu lugar o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM).

Entre os votos declarados contra Temer estão naturalmente todos os do PT e do PC do B, que somados chegam a 10.

Já os quatro deputados do DEM se colocaram na categoria do "não sabe". O partido, que é também o do prefeito de Salvador, ACM Neto, será o maior beneficiário de eventual afastamento do presidente, pois o governo será assumido por um correligionário.

Lázaro (PSC), único deputado de Feira de Santana com assento no Congresso, está entre os que não responderam.

O apoio explícito ao presidente entre os deputados baianos, que é de apenas 10% da bancada, é compatível com a situação nacional, onde pouco menos de 9% dos deputados (45) declararam ao jornal paulista que votarão contra a investigação. O número dos que já se colocam contrários a Temer é bem maior (130).

A nível nacional a maioria - a exemplo da bancada baiana - entra na categoria "não sabe", "não respondeu" ou "não vai se pronunciar". Estes três grupos somados chegam a 337. O presidente, Rodrigo Maia, afirmou que não vai votar.

VEJA ABAIXO O POSICIONAMENTO DE CADA MEMBRO DA BANCADA BAIANA

A FAVOR DA ACEITAÇÃO DA DENÚNCIA: Afonso Florence (PT-BA) Alice Portugal (PC do B-BA) Bacelar (Podemos-BA) Bebeto (PSB-BA) Caetano (PT-BA) Daniel Almeida (PC do B-BA) Davidson Magalhães (PC do B-BA) Félix Mendonça Júnior (PDT-BA) Jorge Solla (PT-BA) Nelson Pellegrino (PT-BA) Robinson Almeida (PT-BA) Valmir Assunção (PT-BA) Waldenor Pereira (PT-BA

CONTRA A ACEITAÇÃO DA DENÚNCIA:

Arthur Oliveira Maia (PPS-BA) Benito Gama (PTB-BA) José Rocha (PR-BA) Lucio Vieira Lima (PMDB-BA)

NÃO VAI SE PRONUNCIAR: Cacá Leão (PP-BA) João Carlos Bacelar (PR-BA)

NÃO SABE: Claudio Cajado (DEM-BA) Elmar Nascimento (DEM-BA) José Carlos Aleluia (DEM-BA) José Carlos Araújo (PR-BA) Jutahy Junior (PSDB-BA) Paulo Azi (DEM-BA) Roberto Britto (PP-BA) Ronaldo Carletto (PP-BA)

NÃO RESPONDEU: Antonio Brito (PSD-BA) Erivelton Santana (PEN-BA) Irmão Lazaro (PSC-BA) João Gualberto (PSDB-BA) José Nunes (PSD-BA) Luciano Braga (PRB -BA) Márcio Marinho (PRB-BA) Marcos Medrado (SD-BA) Mário Negromonte Jr. (PP-BA) Paulo Magalhães (PSD-BA) Sérgio Brito (PSD-BA) Uldurico Junior (PV-BA)

0 comentário