Buscar

Vigilantes baianos decidem fazer greve a partir de quarta-feira


Vigilantes aprovam greve em assembleia

O Sindicato dos Vigilantes do Estado da Bahia (SINDIVIGILANTES) aprovou o início de uma greve, a partir de quarta-feira (24) dos empregados de empresas de segurança e vigilância, que atuam em bancos, shoppings, hospitais, escolas, indústrias, condomínios e outros setores.

Os vigilantes pedem reajuste de 15%, ticket refeição de R$ 20,00, cotas para as mulheres de 30% e piso salarial de R$ 1.500. Segundo o sindicato, a oferta patronal é de reajuste de 1%, o que a categoria classificou como absurdo.

“Estamos lutando por cesta básica, plano de saúde, cota para as mulheres, além do reajusto digno salarial”, afirma o presidente do Sindivigilantes, José Boaventura.

O sindicato informa que há quase 32 mil vigilantes que atuam no Estado da Bahia. Nesta quarta-feira, 24 de maio, os grevistas vão se reunir em Salvador, às 7 horas, na sede do Sindicato dos Vigilantes, em Nazaré.

0 comentário