Buscar

ACM Neto já paga o preço de aparecer na delação da Odebrecht

Antes cogitado para candidato a vice-presidente em eventual chapa de João Dória (que não admite candidatura mas se fortalece a cada dia), o prefeito de Salvador, ACM Neto, já amarga perda de prestígio político, por aparecer na delação da Odebrecht.

O executivo André Vidal disse em depoimento que o prefeito de Salvador recebeu quase R$ 2 milhões via caixa dois, na campanha de 2012, quando se elegeu prefeito.

ACM nega mas a citação já foi suficiente para abalar seu prestígio a nível nacional. Como se verifica na notícia publicada pelo jornal O Estado de São Paulo: "Apoiadores da candidatura presidencial de João Doria defendem que um político do Nordeste seja seu vice. Originalmente, o nome preferido era o do prefeito de Salvador, ACM Neto, do DEM. Mas, com o baiano citado nas delações da Odebrecht, a preferência agora é por alguém do PSB."

Sala de Notícia - Todos os Direitos Reservados